O bom de haver tanta coisa sobre tanta coisa é que as possibilidades de encadeamento de informação têm liberdade para crescer à velocidade de quem as quer pensar. Assim, quantos mais estiverem dispostos a interpretar e carregar consigo os mais variados níveis de informação, melhores resultados serão obtidos na chegada a uma conclusão.

Bind pretende isso mesmo: reunir conteúdos díspares e dar-lhes um sentido comum. Condicionada pela leitura de um texto principal – «A Água é Isto» de David Foster Wallace – a escolha das referências seguintes moveu-se pelo espírito de procura de uma conexão, de um nó. Há que ir para além das palavras, para o campo da interpretação e da participação ativa na construção de um sentido. O primeiro número de Bind tem por tema a educação.