O livro como objeto híbrido
Flatland - a romance of many dimensions de Edwin A. Abbott
Design Editorial I
Flatland. A romance of many dimensions de Edwin A. Abbott foi a obra escolhida para a concretização do projeto O livro como objeto híbrido. Flatland é dedicado «Aos Habitantes do Espaço em Geral/(…) Na Esperança de que/do mesmo modo como ele foi Iniciado nos Mistérios/Das Três Dimensões/Quando só duas eram do seu conhecimento/Também os Cidadãos dessa Região Celeste/Possam almejar chegar mais longe/e atingir os Segredos de Quatro, Cinco ou mesmo Seis Dimensões (...)». Assim a intenção projetual foi encontrar estratégias tipográficas que, de algum modo, se associassem ao imaginário geométrico e racional descrito na obra. As ilustrações originais, desenhadas pelo próprio autor, serviram de base à realização de novas interpretações geometrizadas, construídas apenas através do ponto e da linha.

A escolha de um formato mais pequeno do que é usual não só cria um afastamento em relação ao tradicional objeto livro como obriga a uma constante repetição da ação de folhear, o que permite aceder à história, ao seu universo e a todas as suas realidades intrínsecas de uma forma ritmada.