Ficha de Leitura + Biblioteca
Manual de sobrevivência do trabalhador-estudante
Design de Comunicação IV
O texto «Uma cultura da inteligência», que Gilles Lipovetsky e Jean Serroy publicaram na obra A Cultura-Mundo, em 2008, é o ponto de partida para Manual de Sobrevivência do trabalhador-estudante. A publicação, em fascículos distribuídos regularmente aos alunos com o estatuto de trabalhador-estudante no início de cada semestre da licenciatura, procura elucidar as circunstâncias que impelem o trabalhador a estudar e o estudante a trabalhar. Mais do que instruções, e para além das regras do estatuto, este manual compila textos que evocam a necessidade de conciliação dos desafios laborais com os reptos académicos, por autores tão distintos quanto António Guerreiro, Gilles Deleuze, Gilles Lipovetsky, Jean Serroy, José Matos, Karl Marx, Nuno Domingos, a banda Radiohead ou o realizador David Fincher.